Insanity, de Pedro Maciel, é a nova aposta de literatura distópica nacional

Pedro Maciel no livro Insanity conta a história de Bluye, uma jovem que acorda sem memória na cidade de São Paulo – agora devastada e insana, tomada por uma realidade distópica. A garota precisa correr dos perigos que a cercam e, ao mesmo tempo, lutar contra eles pela sua própria vida. Mas o pior dos seus problemas era ainda mais complicado: a garota não lembrava nada sobre suas origens.

Em sua jornada repleta de ação, Bluye recebe a ajuda de um menino que diz ser seu noivo, o qual a ajuda a fugir do laboratório onde estão presos. Ele também não tem respostas sobre o que está acontecendo e perdeu suas lembranças, mas juntos os jovens tentam sobreviver aos riscos que estão sujeitos no decorrer dessa aventura.

Uma história de tirar o fôlego, Insanity é a aposta nacional de literatura distópica. No estilo de best-sellers como Maze Runner: Correr ou Morrer e Jogos Vorazes, a obra é intrigante e, ao mesmo tempo, arrebatadora. Com linguagem direta e um enredo contemporâneo, Insanity proporciona uma leitura empolgante que fala sobre destino, descobertas e mistérios.

Aqui está um livro que surpreendeu todas as minhas expectativas. Se eu não me engano, é a primeira vez que leio uma “ficção científica” literalmente. Laboratórios, cobaias, fugas, sobrevivência, etc.

Insanity possui uma diagramação extremamente amigável em formato pequeno e em páginas papel polem (páginas amareladas), o que torna a leitura muito mais fácil e as páginas correrem.

Um ponto que gostei muito foi o fato de que não é uma leitura cansativa em relação ao enredo, que flui de forma leve e elegante, sem extravagâncias e sempre provocando uma enorme curiosidade no leitor.

Os personagens e suas personalidades são muito bem escritos, o que faz com que o leitor sinta uma grande proximidade com os mesmo, como realmente conhecendo-os.

Jamais poderia deixar de falar também sobre a temática do livro, que trata-se de um evento futuro, podendo-se chamar talvez de até um “Apocalipse”. Onde a própria humanidade acaba se auto-destruindo, um rumo levado as pessoas com os olhos fechados para os acontecimentos e as grandes empresas que só tem uma meta: lucrar. Independente dos danos causados as pessoas e a natureza.

Outro livro que li e também fiquei extremamente apaixonado foi “A Outra Chance“, do escritor  Afonso Celso Brandão de Sá. (Resenha publicada dia 11 de julho de 2016), que tem uma temática bem parecida e acabei terminando a leitura em três dias.

Para finalizar esta resenha, eu gostaria de parabenizar a editora Autografia por ter escolhido esta obra tão promissora para ser publicada. E também ao escritor Pedro Maciel, que soube passar tão claramente suas idéias para o papel, bem expressadas e articuladas. Desejo muito sucesso!

Super recomendo Insanity – Pedro Maciel a todos os leitores!

Sobre o autor:

É paulista, ciné­filo, amante de fotogra­fia e estuda publicidade e propaganda no interior de São Paulo. Seu gosto pela escrita começou na infância e se estende até os dias atuais, culminando na realização de um grande sonho: a publicação de seu primeiro livro. Insanity é sua estreia no universo literário e se depender dele, este será apenas o começo.

COMPARTILHAR
  • Não costumo ler distopia, acho que até hoje raramente li alguma. Jogos Vorazes acho extremamente hypado, pretendo dar uma chance, mas não sei quando. Quando você citou que a temática era parecida com a do Afonso, fiquei mais interessada, admito hahaha Li somente um livro dele e me apaixonei perdidamente (O limpador de quintais). Por ser nacional, fiquei feliz que estamos crescendo e desenvolvendo a literatura nos mais diversos gêneros e temas. Adorei a resenha!

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

  • Que livro interessante,já quero!Essa sinopse dele não perde em nada para muitos livros do mesmo gênero estrangeiros.Gostei bastante e já anotei aqui.
    Valeu pela dica

  • Franciele

    Sou apaixonada por distopia e uma nacional me parece fantastico. Fiquei curiosa para saber a história completa e quero muito ler o livro um dia. E adorei a foto, ficou linda. Parabéns pela resenha.
    Beijos- Fran
    insidethebookssite.wordpress.com

  • Eu gosto de distopias, não tenho lido ultimamente porque as histórias se repetem. Gostei da sinopse desse, mas não sei, tive a impressão de que o livro não traz muitas respostas e dá muitas perguntas, pelo fato de eles não se lembrarem de nada.

  • Marcelo é livro único ou série? Pq se for único eu sou uma chance.se for série ja nao aguento mais. Sempre curto o começo e me decepciono com o final

    • Marcelo Junior

      Olá Joana! Este é um livro único 😀

  • Que leeeegal. Eu adoro livros assim e ainda se passa em São Paulo? Quero pra ontemmmm!

  • Já tinha visto algumas pessoas falando sobre esse autor.

    Parabéns pela resenha !! adorei a capa do livro e o enredo parece ser bem interessante fiquei bem curiosa !

    Beijos
    Jess
    http://www.pintandoasletras.com.br