Coreia do Norte anuncia suspensão de testes nucleares e de mísseis

Compartilhe!

Em comunicado, Kim Jong-un afirma que medida entra em vigor imediatamente. Anúncio ocorre em meio à aproximação do país com os Estados Unidos e a Coreia do Sul.

Kim comemora sucesso de lançamento de míssil em teste que ocorreu em setembro do ano passado.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, anunciou neste sábado (21/04) a suspensão imediata do programa norte-coreano de testes nucleares e de mísseis de longo alcance. Pyongyang também fechará um local utilizado para testes atômicos no norte do país.

Num comunicado divulgado pela agência estatal norte-coreana de notícias KCNA, Kim afirmou que o país não precisa mais realizar testes nucleares ou de mísseis de médio e longo alcance e intercontinentais, pois já completou seu programa de armamento nuclear. A KCNA justificou a decisão com o desejo do governo de mudar seu foco nacional e melhorar a economia.

 

O anúncio ocorreu poucos dias antes da cúpula marcada entre Kim e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in. A atual aproximação entre as duas Coreias começou durante os Jogos Olímpicos de Inverno e deu início a uma série de esforços diplomáticos de Pyongyang para diminuir o isolamento de seu país.

No mês seguinte aos jogos, em março, Kim se reuniu com o presidente da China, Xi Jinping, em Pequim, realizando sua primeira viagem ao exterior desde que assumiu o poder, há seis anos.

Também em março, a Coreia do Sul anunciou que o presidente americano, Donald Trump, e Kim concordaram em se encontrar. A iniciativa partiu do líder norte-coreano. A suspensão dos testes nucleares e de lançamento de mísseis, no entanto, foi imposta como uma condição do republicano para que esse encontro acontecesse.

Planejado para maio ou junho, este deverá ser o primeiro encontro bilateral em mais de seis décadas, desde o início da Guerra da Coreia. Na terça-feira, Trump confirmou que o diretor da CIA e indicado para o cargo de secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, viajou recentemente à Coreia do Norte para uma reunião confidencial com Kim.

Após o anúncio de Kim neste sábado, Trump, saudou a decisão do líder norte-coreano. “Essa é uma ótima notícia para a Coreia do Norte e para o mundo – um grande progresso. Ansioso por nossa cúpula”, escreveu o republicano no Twitter.


As tensões envolvendo a Coreia do Norte se agravaram recentemente, após o regime de Pyongyang realizar uma série de testes de mísseis nucleares e balísticos de longo alcance, gerando condenações da comunidade internacional e o reforço das sanções ao país asiático. Em 2017, o regime norte-coreano realizou seu sexto teste nuclear e lançou mísseis capazes de alcançar a costa dos EUA.

O fim dos testes e dos lançamentos de mísseis era visto com um passo crucial para o restabelecimento dos laços diplomáticos entre Pyongyang e outros países.

 

Suspensão em testes nucleares

Compartilhe!
Marcelo Júnior
Escritor, CEO Fundador & Diretor Proprietário do Mistérios Literários.

Os comentários estão desativados.