Elon Musk e como a ciência se mistura a fama.

Elon Musk está presente sempre nos noticiários e é uma das faces dessa nova geração de astros do vale do silício, Conheça!

Elon Musk: Um panorama de sua fama

Mestre da auto promoção e de realizar feitos que o levem aos holofotes da mídia, seja ela tradicional ou digital, o bilionário simplesmente é um dos que mais sabe chamar atenção para si nesse mundo de estrelas anônimas e que evitam estar visíveis e criar um de astro do rock ou da NBA ao seu redor. E é justamente esta aura que Elon Musk ama ter sobre si, uma mistura de desbravador, salvador da pátria, e valentão que defende os seus ideais.

Se você duvidar do que digo a ti, é só seguir os passos de Musk dois anos para cá, que você vai encontrar os diversos momentos em que este se encontra nessas situações, envolvendo ou não as suas companhias.

As situações envolvendo Elon Musk e suas companhias

Na maioria das vezes Elon as utiliza-se das redes sociais para divulgar seus feitos ou impor sua posição de aventureiro ou salvador da pátria, dando a muitos a impressão de que ele realiza esses atos principalmente no Twitter para se autopromover e elevar o valor da sua pessoa em si, e da sua companhia. Dessa forma, iremos aqui avaliar os mais importantes desses aparecimentos públicos recentes e como eles se desenrolaram, descobrindo assim a maneira de como inovações cientificas podem se misturar com a fama, e cria um super astro da tecnologia, que produz empresas bilionárias e que se inspira a criação de personagens queridos na Marvel como o homem de ferro.

O Tesla espacial

Se você uma pessoa que tem um pequena desejo em colocar o seu carro em uma aventura, para testar o seu potencial, Elon Musk pode ser considerado igual a você nesse desejo, mas meu amigo, ele já cumpriu esse desejo, em uma escala digamos assim, megalomaníaca.

Ele enviou o seu próprio carro da Tesla que ficava em sua garagem para dar uma voltinha no espaço em sua própria aeronave da Space X, em mais um dia normal na cabeça desse bilionário que não para sua trajetória até realizar o que deseja. Pena que o carro não irá voltar, se pudesse não duvido nada que Elon iria dá uma voltinha no banco do motorista com ele, algo que por sinal ele deseja que seus engenheiros façam com que seja possível. Não somente para ele, mas também para todos nós, pagando-se a passagem do “busu” espacial claro.

Elon Musk e a batalha com o oráculo

Calma que não estamos falando aqui sobre o oráculo de Delfos, e sim do de Omaha mesmo, mais precisamente sobre Warren Buffet, o maior investidor que o mundo já viu e o terceiro homem mais rico do mundo pela Forbes. E é claro que não é só porque ele é o maior em algo que Musk, como o bom homem de ferro que é, deixaria de criticar alguns de seus conceitos principais.

E foi isso que o dono da Tesla fez, para ser rebatido posteriormente por Buffet, e iniciar uma guerra de conceitos gerenciais. Se você não está entendo, pera que te explico. Elon Musk criticou o conceito amplamente amado por Warren de fosso competitivo, onde uma empresa possui produto ou serviços com tamanha vantagem para os outros concorrentes que acaba dominando completamente o mercado, para Buffet esta é uma das maiores vantagens que uma companhia poderia ter.

Já para Elon Musk não, pois isto se configuraria monopólio, e monopólio é uma péssima coisa para o desenvolvimento de pesquisa e inovação do nicho, e que o correto é haver várias empresas competindo entre si pela liderança, e aquela que for a mais inovadora e atender bem a necessidade dos clientes despontar na margem de lucros. No Twiter Elon chegou a prometer uma marca de doces para concorrer com a Sears Candy, que é uma empresa de Buffet com o tal fosso competitivo. Pode ter sido uma brincadeira na hora do estresse, mas também pode ser verdade, quem sabe o que se passa na mente de Elon Musk, este autor fica muito curioso para descobrir o sabor de um doce feito pelo iron man do vale do silício.

A cruzada em favor da Privacidade

Outro fato interessante que ocorreu recentemente, foi a crítica popular a companhia que controla o Whatsapp, o Instagram e o Facebook, pelo vazamento de dados de 50 milhões de pessoas pela Cambridge Analytica, uma consultoria que vendia os dados pessoais das pessoas, vindas do Facebook para os mais diversos interesses. Isto gerou uma revolta popular tremenda e revelou as falhas de privacidade que existem no Facebook Inc. e necessitam ser consertadas. O alvoroço foi tamanho que o próprio CEO e fundador da companhia Mark Zuckemberg foi intimada a depor no Senado dos EUA e a União Europeia implantou uma nova lei de gerenciamento de dados. O que gerou campanhas que criticam a nocividade da companhia e pedem aos usuários que deixem de utilizar o Facebook, algo que deu certo, pois houve uma debandada de usuários e uma grande baque nas ações da empresa controladora na bolsa de valores. Mas você deve está se perguntando, este cara está me falando tudo isto, mas o homem de ferro do vale do silício e suas companhias têm haver com toda essa história? Calma que eu te conto.

Elon Musk em mais uma de suas famosas tuitadas apoiou a campanha e disse que a rede social era nociva e sugeria para que as pessoas se desconectassem dela. Uma luta nobre por um ideal não é mesmo? Mas como tudo que envolve Musk, nada é simples. Uma pessoa avisou ao magnata da tecnologia que suas companhias detinham perfis oficiais no Facebook e o que ele dizia era contraditório, o bilionário então alegou desconhecer essas contas e como em um passe de mágica minutos depois elas foram excluídas.

Em um mundo em que seguidores são tudo e as empresas batalham por um grande alcance de público, realizar tal ato, por mero capricho só poderia vim de Elon Musk, o iron man da vida real.

A cápsula de resgate de Musk

O mundo todo acompanhou apreensivo o regate do time de futebol de uma caverna na Tailândia. Em um momento de difícil solução, diversas pessoas nas redes sociais lembraram-se de Elon Musk e de suas companhias, e das mais loucas invenções que elas criam, e se perguntaram se suas empresas não poderia construir algo pra realizar o resgate dos jovens. Dito e feito, Elon novamente pelo Twitter, se comprometeu em ajudar.

Em tempo recorde, ele e sua equipe de engenheiros pensaram em uma solução para a situação. E ela veio na fórmula de uma cápsula de resgate criada rapidamente dentro de sua companhia, e desenvolvida para que os meninos saíssem da caverna em segurança. Artefato pronto, foi mandado para o local. Mas não chegou a ser usado, pois os meninos foram retirados pela equipe de resgate sem a ajuda dela.

Se pararmos para refletir: Será que o esforço de Elon Musk foi em vão? Penso que não, pois esse projeto pode não ter servido para aquele momento, mas será se ele não vai ser o responsável por solucionar diversas situações futuras. Ou outro questionamento surge: Será que ele só utilizou da situação para promover sua companhia? Da mesma forma penso que não, pois uma pessoa que manda seu próprio automóvel para o espaço não tem muita necessidade de se autopromover nessas situações fatídicas.

Quais serão os próximos passos de Elon Musk

Parece que o magnata que ama colecionar companhias, também sabe o seu papel como uma das estrelas do vale do silício, e entende a união e imaginário que se criou entre o campo da ciência tecnológica e o do estrelismo, só nos resta esperar os próximos capítulos e descobrir se Elon Musk estará na mídia mais pelas suas descobertas e avanços com suas empresas ou por suas ações como magnata da tecnologia.

A BIBLIOTECA

Desbloqueie todo conteúdo exclusivo de altíssima qualidade para assinantes do Mistérios Literários.

Marcelo Júnior
Escritor, CEO Fundador & Diretor Proprietário do Mistérios Literários.

Artigos Relacionados

Translate »