Entrevista a Marcelo Júnior feita por One Nolasco

Olá pessoas lindas, segue mais uma entrevista com nosso parceiro Marcelo Jr, uma pessoa incrível, super talentoso e muito querido!!! Obrigada pela oportunidade de conhecer seu trabalho e pela entrevista, amei conhece-lo um pouco mais!!!!

1- Marcelo, me fale um pouco sobre você: Me conta um pouco do seu dia-a-dia, você tem horários para suas ‘’tarefas’’?
R- Sim , perfeitamente. Faço tudo o que devo fazer. A única coisa que não faço é marcar horários para cada afazer. Faço tudo no meu tempo e minhas preferências em relação as coias de casa. 2-Quando lê outros autores pensa que, se quiser, pode escrever de outra forma a mesma História?
R- Parcialmente. Assim como uma mesma história também pode ser contada de várias formas. Mas sendo somente pelo seu criador, que da vida a seus personagem e os molda conforme o seu gosto. Não é e nunca vai ser a mesma coisa um livro reescrito por outro autor, principalmente no gênero da ficção, cada qual que pode-se ter imaginações e inspirações totalmente diferentes, mesmo moldando um mesmo enredo. 3-Quando você inicia um texto sabe antecipadamente seu conteúdo?
R- Não completamente. Costumo ir criando um rumo do que história vai se tornar, digamos que de um modo brutal ou um resumão. Mas quando se vai escrevendo, a coisa se torna detalhada, perfeitamente moldada parte a parte, sendo criada de pouco a pouco. 4- Gerneralizando, existe mesmo vocação?
R- Acredito que sim, como por exemplo cantar, não são todas as pessoas que cantam bem, mesmo depois de fazer aulas de canto e etc. Cada pessoa pode ter sua vocação e terá de se descobrir. Mas também não há nada que nos impeça de fazer algo, basta batalharmos por uma causa, uma rasão, ter uma iniciativa. 5- A parte da emoção é maior na sua obra ou em sua vida?
R- Acho que mais nas obras, pois por ser ficção podemos criar “amores” mais fortes ou até outros eventos que na vida real todos sabemos que não é bem assim que acontece. 6- Seu principal critério para a escolha de uma leitura é o título, o autor ou o assunto?
R- O assunto. Um livro pode me interessar muito em um determinado assunto, mas já a capa e título podem ser incertos em relação ao seu conteúdo. 7- Qual dica ou conselho você deixa para quem deseja iniciar uma carreira como escritor?
R- Primeiramente a leitura. Essa é primordial não só na escrita, mas em todas os aspectos de nossa vida. Logo depois o conhecimento, para escrever uma boa história, deve-se estudar sobre o que está a escrever, pesquisar, conhecer; para que não haja momentos “vagos” em seu texto. Durante a escrita, anote por fora fatos importantes, para assim em um futuro dentro do livro, poder ter um melhor desenvolvimento. Passar alguns dias afastado de seu texto, e depois começar a ler do início, não como escritor, mas como leitor, pois assim verá os fatos que precisam ou não serem desenvolvidos ou falhas no enredo. E é claro, a revisão ortográfica, pois a qualidade de um texto é fundamental para qualquer coisa. 8- Qual foi a parte mais difícil o inicio ou o fim? por que? R- O Início e o fim. Ambas partes que precisam ser criadas de modo que não se torne monótono e nem cansativo tanto para escrita quanto para leitura. Já o meio é mais um desenvolver do início, um preparativo para haver um bom “fim”. Obrigada Marcelo, por dedicar um pouco do seu tempo para nosso blog, receba o meu carinho.

Esta entrevista foi formulada por @One_Books 

Obrigado pela maravilhosa entrevista One!! Sucesso!

A BIBLIOTECA

Desbloqueie todo conteúdo exclusivo de altíssima qualidade para assinantes do Mistérios Literários.

Artigos Relacionados

Explore a Biblioteca