Internet limitada?!

Pessoal, o que vimos esses dias é que a nossa preciosa internet brasileira está prestes a sofrer alterações… Querem simplesmente bloquear a nossa internet quando chegar ao final da franquia contratada! Uma coisa parecida com o que fazem com a internet móvel, que ao atingir o limite, eles bloqueiam a sua internet e foda-se você até o mês que vem! 😀 

O barulho feito nas redes sociais, somado a uma petição online que já ultrapassou 1,25 milhão de assinaturas, ameaça a intenção das empresas fornecedoras de internet de limitar a navegação dos usuários na banda larga fixa. Segundo o promotor de Justiça de Defesa do Consumidor do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Rodrigo Filgueira Oliveira, um grupo de promotores dos Ministérios Públicos de todos os Estados já “estudam as melhores estratégias para combater a prática” que, na avaliação do promotor, é abusiva. “Uma das opções seria tentar um termo de ajustamento de conduta para evitar que as empresas adotem essa prática” diz Oliveira. As empresas que divulgaram a futura adoção da franquia são Vivo, Claro, Oi e Net.
A mudança, porém, gerou reações nas redes sociais. No Facebook, a página Movimento Internet Sem Limites, criada neste ano, tem quase 400 mil curtidas. O evento “Cancelaço”, que sugere aos clientes das empresas que adotarem a prática cancelarem contratos, contava até nesta sexta com 275 mil convidados, 45 mil interessados e 38 mil usuários confirmados no evento.
“Eu pretendo, e tenho incentivado todos a fazer o mesmo, cancelar esses serviços (TV por assinatura e telefone fixo),caso meu acesso à Internet seja prejudicado”, afirma o desenvolvedor de software, Murilo Queiroz, 38. Ele trabalha para a empresa norte-americana Nvidia localizada no Estado da Califórnia e por isso depende da internet para trabalhar. “Sem internet, eu simplesmente não tenho condições de trabalhar, porque 100% do tempo eu uso servidores da empresa nos EUA, ou na nuvem”, conta.
A mudança na forma de cobrança não contraria o regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), porém, para o promotor Rodrigo Oliveira, não significa que ela não seja irregular.
Ele explica que além de ser prática abusiva segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), a mudança fere o Marco Civil da Internet (Lei 12.965/2014), que diz que o serviço só pode ser cortado diante de não pagamento. Uma terceira legislação que pode estar sendo desrespeitada é a Lei dos Cartéis, segundo Oliveira. “Pode ser formação de cartel se as empresas fizerem a mudança ao mesmo tempo”, explica o promotor.


Apesar de algumas ENORMES E PUTAS informações que recebemos, ainda dá para ver uma luz no fim do túnel, já que algumas operadores já se pronunciaram dizendo que não haverá mudança nas franquias. 
Agora, o que vocês acham disso? Não podemos aceitar uma coisa absurda dessas! E os youtubers??? E os que trabalham usando internet? E os que gostam de ver séries no Netflix?
Alguém tem uma boa solução para isto??? 

Muitos youtubers, blogueiros e vários outros já estão fazendo movimentos quanto a este ato, Faça sua parte também!! 
Assista abaixo o vídeo do youtuber Cauê Moura!



A BIBLIOTECA

Desbloqueie todo conteúdo exclusivo de altíssima qualidade para assinantes do Mistérios Literários.

Artigos Relacionados

Explore a Biblioteca