VENCEMOS! Comissão rejeita proposta japonesa de liberar a caça comercial de baleias.

Nesta quinta, Declaração de Florianópolis, que estabelece princípios básicos de proteção a esses animais, foi aprovada. Caçada comercial é proibida há 32 anos, mas Japão diz que é hora de liberar.

Post Atualizado

A votação aconteceu durante a 67ª reunião da IWC, que neste ano é sediada no Brasil e que discute uma série de questões sobre a preservação dos cetáceos. “A ciência é clara: existem certas espécies de baleia cuja população é saudável o suficiente para ser caçada de maneira sustentável”, argumentou a proposta japonesa pela liberação da caça de baleias .

A ideia foi apoiada por países como a Noruega e a Islândia, que defendem uma “coexistência” entre a caça comercial e a conservação das espécies. Contudo, ambientalistas se posicionaram contra a proposta e a favor da manutenção do veto, que há anos tem sido questionado por nações onde o abate de baleias é uma tradição.

“No lugar da arcaica e completamente desnecessária caça, a proteção, paz e uso puramente não letal de baleias, que inclui a observação delas, devem ser o foco de nossos esforços”, declarou Nicolas Entrup, da ONG OceanCare . “Essa decisão é um manifesta por uma coexistência pacífica entre baleias e humanos”.

Para Patrick Ramage, diretor do programa de baleias do Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal, essa decisão foi “uma grande vitória para os animais”.

A votação aconteceu após a aprovação da Declaração de Florianópolis, que avaliada na última quinta-feira (13), foi aprovada e garantiu a moratória a este tipo de atividade comercial. Contudo, como o Japão pediu pela análise de sua proposta, os países votaram hoje já com a expectativa de não aprovar o projeto.

Fonte: Último Segundo – iG 

A BIBLIOTECA

Desbloqueie todo conteúdo exclusivo de altíssima qualidade para assinantes do Mistérios Literários.

Marcelo Júnior
Escritor, CEO Fundador & Diretor Proprietário do Mistérios Literários.

Artigos Relacionados

Translate »